Back to top

Visualização da Avaliação de Perdas e Danos, Algoas, Brasil

As chuvas do mês de junho de 2010 afetaram de forma significativa o estado de Alagoas gerando impactos econômicos e sociais as comunidades afetadas. Aproximadamente 270 mil pessoas foram afetadas, das quais 44 mil ficaram desalojadas e mais de 28 mil desabrigadas. O número de mortes chegou a 36 e feridos a 1.131 pessoas.

O custo total do evento foi estimado em R$ 1.89 bilhões entre perdas e danos. Somente para o setor privado foi estimado impacto da ordem de R$ 1.25 bilhões ou 66% o que indica para grandes desafios de recuperação do setor pós-desastre. Somente o setor de habitação reportou perdas e danos privados de R$ 945 milhões e comércio R$ 125 milhões.

Grande proporção dos custos estimados foram impactos diretos (ou danos) os quais corresponderam a R$ 1.58 bilhões.  Deste total, os setores de habitação, transportes e educação foram os mais severamente impactos. Já com relação as perdas (impactos indiretos), o setor de habitação responde por grande proporção (57%) dadoque os impactos no referido setor implicam em gastos públicos com moradia temporária, perdas de aluguel no mercado imobiliário e necessidade de reassentamento.

File: